Seguidores

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Sweet sacrifice


Conversas de cú

Sempre ouvi os mais velhos dizerem frases como: "Já não tenho idade, nem paciência para X". Parece-me que esse mal me assoma, tendo em conta a proximidade de mais um aniversário...Irei atribuir a minha falta de paciência à velhice, então...
Nesta semana de (suposta) celebração, (não tarda enrolo-me na manta e acordo para a semana) o pessoal em vez de tirar senha para me foder, tirou senha para me foder o juízo!!!
Se ao atender uma chamada e explicar "como funciona" (qualquer dia respondo : "como um ser humano..."), esclarecendo desde logo o que faço e não faço, invariavelmente levo com um :"Ooohhh, mas porquê? Sabe tão bem!". Para evitar explicações e divagações sobre o meu recto, deixei de fazer qualquer alusão ao assunto. É que parece-me óbvio que se algo assim não entra na conversa, é porque não entra nos serviços prestados... Maaaasss... os homens andam cm uma fixação qualquer por comer rabos (nem vou tecer comentários...) e lá fazem a bela da pergunta: "É completo?", levando com a resposta óbvia :"Eu referi-o?". Alguns não percebem à primeira, outros passados uns segundos de reflexão (será que estiveram atentos à matéria dada?...) lá respondem o óbvio... :"Não."
Já cansa... Se querem uma gaja que dê o cú, poupem o vosso tempo e o nosso e após os cumprimentos perguntem logo: "Importa-se de referir se faz atendimento completo?". A menina diz que sim, fantástico. Diz que não agradeçam e pronto... 

terça-feira, 11 de novembro de 2014