Seguidores

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Squirt

Este conceito tornou-se moda de à uns anos para cá, creio eu que em parte pela exposição do mesmo em filmes porno. E tudo o que é diferente se torna interessante... E intrigante!
Sou sincera, tal ideia nunca me atraiu, bem pelo contrário. 
Tive clientes que me questionaram se seria capaz de o fazer. Sempre demonstrei o meu desinteresse por tal prática. 
Acabei por pesquisar o assunto, e conhecendo minimamente a anatomia feminina cheguei à conclusão de que o tal "esguicho" não poderia sair da vagina. Já tive orgasmos absolutamente intensos e abundantes de tal modo que escorreguei para o lado!!! Sim já deixei homens e camas encharcados... Mas nunca esguichei!! O útero não esguicha! O único orifício que poderá esguichar fica um pouco acima: a uretra. 
Assim que li sobre o tema formei esta opinião. E finalmente surge um artigo que corrobora a minha "tese".
Portanto, da próxima vez que alguém me questionar se faço squirt poderei responder: "Lamento, mas não sofro (felizmente) de incontinência urinária".





1 comentário:

  1. Olá, este assunto é meio confuso, porque o que se vê no porno, sai, como bem disseste, pela uretra. Mas o Squirt não sai pela uretra, não é um orgasmo, mas sim um acumular de liquido lubrificante que sai em esguicho. Pelo que me foi dito, para a mulher, é bom, mas não tanto como um orgasmo.

    ResponderEliminar